80% dos alunos e profissionais da educação paralisaram atividades em Ipatinga

A exemplo de várias cidades no Brasil, nesta sexta-feira (14) o Vale do Aço também se mobilizou contra a reforma da Previdência Social e os cortes de verbas para a Educação. Várias categorias ligadas a centrais sindicais participaram de um ato público que ocorreu na Praça 1º de Maio, no Centro de Ipatinga.
Em Ipatinga, cerca de 80% dos profissionais da Educação e alunos das redes municipais e estaduais de ensino paralisaram as atividades. De acordo com informações da diretora de Políticas Sociais – SIND-UTE (Sindicato Único dos Trabalhadores em Educação de Minas Gerais), Maria Aparecida de Lima, nas cidades de Timóteo e Coronel Fabriciano, aproximadamente 70% da categoria aderiu a greve geral.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here