Reunião em BH tenta evitar corte de água em ocupações na regional Leste, afirma Prefeitura de Timóteo

A reunião ocorreu na última terça-feira (Foto: PMT)

A Prefeitura de Timóteo foi comunicada oficialmente pela Copasa sobre o corte no abastecimento de água nas ocupações de áreas públicas e privadas na regional Leste, a partir de quinta-feira (8).

Segundo a administração, há vários anos, Timóteo sofre com a falta de programas habitacionais, o que tem prejudicado uma parcela significativa da população, especialmente, a mais vulnerável socialmente.

“Há pouco mais de um ano à frente da Prefeitura de Timóteo, a atual gestão vem trabalhando incansavelmente para tentar minimizar o sofrimento de dezenas de famílias. A Administração não concorda com a forma truculenta com que a Copasa vem tratando a questão. O Município, no entanto, reconhece que a empresa é a concessionária do serviço de água e esgoto e está amparada em uma decisão judicial para proceder à interrupção do fornecimento de água”, disse a administração..

A Prefeitura de Timóteo ainda informou, por sua vez, que tem buscado alternativas para não deixar as famílias desabastecidas, ao mesmo tempo em que tem procurado por diversos meios equacionar o problema que é muito grave.

Para tanto, além de estar constantemente aberta ao diálogo com os moradores das ocupações, com a Copasa e com entidades representativas do movimento social, a Prefeitura se reuniu por diversas vezes com os atores mencionados para encontrar uma saída. Ciente da importância do tema, também criou uma Subsecretaria de Habitação para dar encaminhamento às diversas pendências e imbróglios existentes há décadas no setor fundiário do Município. A atuação da subsecretaria de Habitação em conjunto com a Secretaria de Planejamento garantiu o avanço na regularização da ocupação do Jardim Vitória, assegurando a numeração das casas o que possibilitará o acesso à água e outros serviços básicos.

Reunião

Na terça-feira (6), em mais uma tentativa de encontrar meios de suspender a ação da Copasa, o subsecretário municipal de Habitação, Arístenes Menezes, esteve em Belo Horizonte, onde se reuniu no gabinete da deputada estadual Andréia de Jesus Silva, com assessores de seu gabinete e com o advogado Vitor Teixeira, da Brigadas Populares, para buscar apoio na resolução do problema dos moradores das ocupações de regional Leste.

Durante o encontro, o subsecretário pediu a intervenção da representante do Legislativo Estadual para adiar o prazo do corte até a definição de uma alternativa viável para o problema, e solicitou a indicação de emendas para a destinação de recursos para a regularização fundiária no município.

O Município de Timóteo reitera a sua posição contrária à decisão da Copasa e vai continuar trabalhando para evitar que as famílias sejam novamente prejudicadas pelo corte de água.

O QUE DIZ A COPASA

“A Copasa informa que não é responsável pelos serviços de abastecimento de água das ocupações do bairro Recanto Verde, em Timóteo. Em razão do recebimento do oficio 102/2019 da Procuradoria Geral do Município, nesta quarta-feira (07/8), foram suspensas, temporariamente, as supressões das ligações clandestinas. A Copasa ressalta que essas ligações podem ocasionar risco de contaminação e problemas de saúde para os moradores. Além disso, podem comprometer a estrutura física da rede de distribuição de água de cerca de 3.400 imóveis, provocando a intermitência do fornecimento de água”.