Programa ‘Nova Ipatinga’ impulsiona indicadores da economia municipal

Ações do maior programa de infraestrutura implementado na cidade nos últimos anos avançam por toda a cidade

Além de se consolidar como o maior programa de infraestrutura já executado no município, nos últimos anos, com a proposta principal de revigorar a face urbana da cidade com o recapeamento de mais de 100 ruas e avenidas, construção de dezenas de muros de arrimo e três novas Unidades Básicas de Saúde (no Jardim Panorama, Vila Formosa e Parque das Águas), entre várias outras realizações, o ‘Nova Ipatinga’ tem representado a ascensão de indicadores econômicos que se mantinham estagnados ou declinantes nos últimos anos.

Em Ipatinga, a geração de empregos de janeiro a novembro de 2019 superou em muito os registros de cidades mais populosas, como Governador Valadares, que criou 740 novas vagas no mesmo período; Betim, na Região Metropolitana de BH, com 2.495, e Montes Claros, com 1.545 vagas criadas.

O secretário-Adjunto de Obras Públicas de Ipatinga, Anderson Lage, comenta, acerca do programa: “Estamos sustentando o compromisso da Administração, inclusive mantendo uma rígida fiscalização em relação à execução dos serviços. A pedido do prefeito Nardyello Rocha, estamos cobrando qualidade e agilidade para evitar impactos mais sérios no comércio da cidade e também para os moradores dos bairros. Lembramos à comunidade de Ipatinga que essas obras vão chegar a todas as regionais e, embora possam causar transtornos, representam soluções aguardadas há anos e que preparam o município para continuar no rumo do desenvolvimento”, salienta.

Por sua vez, o chefe do poder Executivo, Nardyello Rocha,avalia os efeitos secundários das obras. “Temos de pensar que pegamos essa cidade em meio a uma crise e, agora, depois de muito trabalho, muita dedicação, estamos colhendo os frutos. A criação de novas vagas de emprego está ocorrendo de forma surpreendente. De janeiro a novembro foram mais 3.337 vagas e estamos esperando o resultado de dezembro, pois temos a convicção de que esse número será ainda maior”, disse.

Para o prefeito, “o volume de obras públicas sem dúvida é um dos principais fatores de influência nesses indicadores. Contudo, há algo mais a ser considerado. O empreendedor tem percebido que esse investimento, além de melhorar a vida da população, tem reflexos em toda a economia: melhores vias para o transporte de produtos; menor manutenção em veículos, além da ampliação do poder de compra da população com a inclusão na ativa de um contingente de pessoas que antes estava desempregado e agora tem essa oportunidade de retornar ao mercado”.

Investimento

Os recursos para execução das obras do programa ‘Nova Ipatinga’, no total de R$ 73 milhões, são provenientes do Finisa – Programa de Financiamento à Infraestrutura e ao Saneamento. Foram captados pela atual gestão do município em condições especiais, junto à Caixa Econômica Federal.

fonte: PMI