PC indicia primos de criança que caiu do nono andar de prédio em BH

A menina caiu desse p´redio no dia 13 de outubro (Foto: reprodução)

Foi concluído pela Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG) o inquérito que apurou as causas da queda de uma criança do nono andar de um prédio, em Belo Horizonte. A polícia indiciou dois primos da vítima por lesão corporal grave culposa, ou seja, sem intenção de ter provocado a queda.

De acordo com a polícia, o caso ocorreu no bairro Heliópolis, na madrugada do dia 13 de outubro deste ano. À época, a menina dormia na casa dos parentes e comemorava o Dia das Crianças. A janela do quarto estava aberta e a polícia descartou a possibilidade de a criança ter sido jogada. A Polícia Civil informou que suspeita de sonambulismo.

Conforme o órgão, diversas diligências foram realizadas, dentre elas, a coleta de depoimento dos pais de C.L.P.P, de 10 anos, do proprietário do apartamento da queda; do síndico, dos porteiros e vizinhos.

A Polícia Civil informou que a criança foi ouvida em sua residência por causa do estado de saúde.