Ipatinga experimenta aumento de demanda para acolhimento de idosos

REUNIÃO COM REPRESENTANTES DE INSTITUIÇÕES DE ACOLHIMENTO DE IDOSOS

A fim de alinhar questões relacionadas ao fluxo de encaminhamento de pessoas às entidades, a Prefeitura de Ipatinga, por meio da Secretaria Municipal de Assistência Social, esteve interagindo, nos últimos dias, com representantes das instituições voltadas para o acolhimento de idosos em sistema de longa permanência. A reunião foi motivada pelo crescimento da procura aos serviços por parte  das famílias, para solicitação de vagas. 

Segundo a secretária Adjunta de Assistência Social, Cláudia Castro, esta é uma demanda que vem aumentando a cada dia nos cincos Centros de Referência de Assistência Social – CRAS do município.

“Infelizmente a sociedade em geral não está preparada para o processo de envelhecimento. É comum a família viver com o idoso enquanto ele está produtivo, colaborando com os cuidados da casa e dos netos. Mas quando vêm a enfermidade e a dependência, esta família se diz inapta para o cuidado com a pessoa idosa. Neste momento recorrem aos serviços para que sejam disponibilizadas vagas para internação”, pontuou Cláudia.

O município conta atualmente com três instituições para acolhimento de idosos. “Porém, somente o fator idade não é condição para a institucionalização da pessoa”, explica a secretária Adjunta.

Os critérios observados pelos técnicos da assistência social levam em consideração a legislação vigente no país, bem como as vulnerabilidades da família. Em Ipatinga, estas vagas nas instituições são monitoradas de forma sistemática pelo Ministério Público.

O Estatuto do Idoso (Lei nº 10.741, de 1º de outubro de 2003), em seu art. 3º,  define: “É obrigação da família, da comunidade, da sociedade e do Poder Público assegurar ao idoso, com absoluta prioridade, a efetivação do direito à vida, à saúde, à alimentação, à educação, à cultura, ao esporte, ao lazer, ao trabalho, à cidadania, à liberdade, à dignidade, ao respeito e à convivência familiar e comunitária”. 

Interação

O secretário de Assistência Social de Ipatinga, Lúcio Aguiar, destaca a parceria existente entre o município e as entidades. “Temos um diálogo muito próximo com os técnicos e diretores das instituições. Os casos são discutidos pelas equipes, sempre levando em consideração a melhor condição de vida para o idoso”. 

No município, existem diversos serviços prestados à sociedade para o bem-estar e melhor qualidade de vida das pessoas idosas. A Secretaria de Assistência Social desenvolve diversos serviços voltados a este público como, por exemplo, o Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos nos CRAS e nos bairros pelas entidade parceiras, tudo isto para que a pessoa possa ter um envelhecimento mais saudável e não chegue à velhice de forma debilitada. 

Investimentos

Segundo o prefeito Nardyello Rocha, “os recursos financeiros aplicados em convênios com instituições, em projetos desenvolvidos pelas Secretarias Municipais, não são custos para os cofres públicos e sim investimentos. Cada vez que investimos na qualidade de vida dos nossos idosos, dos nossos jovens e crianças, nós produzimos bem-estar e economizamos na saúde, nos atendimentos da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) e Hospital Municipal. Não vamos medir esforços para continuar esse trabalho de cuidar de Ipatinga, do nosso povo, contando com a ajuda de todos para fazer um governo cada dia melhor”, enfatizou.

A população pode procurar qualquer informação sobre os serviços prestados no CRAS do seu território. Confira os endereços de cada um deles:

CRAS I – Rua Mangaratiba, 195, Veneza II

CRAS II – Rua Jericó, 90, Canaã

CRAS III – Rua Angélica, 385, Bom Jardim

CRAS IV – Rua Usiminas, 85, Vila Formosa

CRAS V – Av. José Fabrício Gomes, 466, Bethânia

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here