Consumidores contestam preços da Black Friday em Ipatinga

(Foto: Arquivo/Emmanuel Franco)

Mesmo com pouco dinheiro no bolso, as promoções da Black Friday deixam os consumidores animados em ir às compras. Pelo menos, essa foi a expectativa de grande parte da população de Ipatinga que acreditou em descontos reais.

O ZUG visitou centros comerciais em vários pontos da cidade e ouviu os consumidores, a maioria insatisfeita com os preços anunciados. Para muitos, o sonho de adquirir o produto desejado foi adiado. A dona de casa, Maria da Glória Fernandes, moradora do bairro Caravelas, aguardou este dia para renovar o enxoval. Segundo ela, nas cinco lojas que visitou os preços não estavam tão acessíveis, como a dona de casa esperava. “Pensei que meu dinheiro fosse render. Imaginava comprar roupas de cama e toalhas. Mas, me decepcionei com os preços que continuam os mesmos cobrados antes da Black Friday”, argumenta a dona de casa.


Conforme relato de outros consumidores, as grandes lojas de eletrodomésticos aderiram, de certa forma, ao anúncio de preços melhores.

O metalúrgico, Jefferson Soares Almeida, morador do bairro Veneza, encontrou a TV de 42” que pretendia comprar desde o ano passado. “Já sabia que a TV custava um valor alto, além do meu orçamento. Consegui um bom desconto, mas ainda poderia ter sido melhor”, confidenciou o metalúrgico.


Ainda não foi desta vez que o ipatiguense realizou o sonho de boas compras. A nova chance é esperar pelo pagamento do décimo terceiro ou as promoções de férias nos meses de janeiro e fevereiro, quando as vendas caem consideravelmente.