Belo Horizonte tem seis mortes e 15 mil contaminados com dengue

A Prefeitura de Belo Horizonte divulgou, nesta sexta-feira (17), um balanço dos casos de dengue na cidade, em 2019. Segundo o órgão, até o momento, foram confirmados 15.491 casos e seis mortes.

Além disso, há 40.934 casos pendentes de resultados. Foram investigados e descartados 8.741 casos.

A Prefeitura também informou que vai abrir neste sábado (18), das 8 às 17 horas, o Centro de Saúde Santa Terezinha (Pampulha), localizado à Rua Senador Virgílio Távora, 157 – Santa Terezinha. O objetivo é garantir e ampliar o acesso da população com sintomas de dengue, às unidades de saúde.

Também estarão abertos os três Centros de Atendimento à Dengue (CAD), das 7 às 18 horas. Os CADs são serviços especializados para atender de forma espontânea, pessoas com sintomas de dengue. Endereços:

– CAD Barreiro (Praça Modestino Sales Barbosa, 100 – bairro Flávio Marques Lisboa)

– CAD Nordeste (Rua Joaquim Gouvêia, 560 – bairro São Paulo)

– CAD Venda Nova (Rua Padre Pedro Pinto, 175 – 2º andar)

Casos em Minas 

Em Minas Gerais, o balanço divulgado pelo Estado, registrou uma média de 54 mil novos casos prováveis de dengue por mês, em 2019. Com a proliferação da doença, apenas nos quatro primeiros meses deste ano, o número de possíveis infectados já é oito vezes maior do que o registrado em todo ano de 2018.

Chikungunya

Foram notificados 140 casos de chikungunya, em residentes de Belo Horizonte, em 2019. Os confirmados somam  21, dentre os quais, sete contraídos no município, sete importados e sete foram contraídos em locais com origem indefinida. Há outros 161 casos em investigação.                                                        

Zika

Ainda de acordo com a Secretaria Municipal de Saúde, foram notificados 155 casos de zika em residentes de Belo Horizonte neste ano, sendo um confirmado. Outros 71 casos foram descartados e 71 permanecem em investigação.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here