Anunciada Ordem de Serviço para segunda etapa de reforma do 7 de Outubro

Abandonado há anos, após a revitalização o espaço passará a atender cerca de 900 alunos em atividades diversas (Foto: divulgação)

Mais de 30 contratados da Prefeitura de Ipatinga, ligados à Secretaria de Educação, participaram de um café da manhã com o prefeito Nardyello Rocha, nesta quarta-feira (9), na sala de reuniões do Executivo. Foi a abertura de uma série de encontros com o servidor público no mês especial dedicado à categoria, que tem sua data anual celebrada em 28 de outubro. No espaço voltado para o fortalecimento de vínculos entre a Administração municipal e aqueles que o gestor chama sempre de “a mola mestra do governo, razão pela qual deve ser permanentemente valorizado”, houve abertura para perguntas sobre diversas questões e foram feitos também anúncios importantes. Entre várias outras ações, Nardyello adiantou que na próxima semana será liberada a Ordem de Serviço (O.S.) para execução da segunda etapa de reformas no Centro Esportivo e Cultural 7 de Outubro, no bairro Veneza. 

Outros cafés vão acontecer no decorrer da semana, pela manhã e à tarde, com diferentes grupos de servidores, de modo que todas as áreas da Administração possam participar e conversar livremente acerca de temas variados e também ouvir explanações do gestor da cidade. Os nomes são selecionados por sorteio em cada uma das secretarias municipais.

Além de expor ações importantes do governo, o prefeito abriu espaço para perguntas dos servidores durante o café da manhã (Foto: divulgação/ PMI)

Resgate do 7

Apontada como carro-chefe entre as políticas públicas do atual governo e, por isso mesmo, recebendo este ano investimentos de 25,4% do orçamento, a Educação teve foco destacado no bate-papo, assim como iniciativas específicas para melhorias na área da saúde e a implantação do programa ‘Nova Ipatinga’, que deverá transformar a cidade num grande canteiro de obras a partir do final deste mês e início de novembro. A segunda etapa de revitalização do 7 de Outubro, abrangendo todo o espaço anexo à escola de Educação Infantil que já funciona na unidade, mereceu destaque. O prefeito informou que serão recuperados o campo de futebol, a pista de atletismo e, ainda, cinco galpões, abrindo espaço para que cerca de 900 alunos pratiquem esportes, dança e musicalização.  

“Quando assumi o cargo – salientou Nardyello –, há pouco mais de um ano, encontramos o 7 de Outubro abandonado, com instalações depredadas e ocupado por mais de dez famílias, além de ser ponto de uso de crack. Fizemos um trabalho social e retiramos os moradores de rua do local, iniciando em seguida a reforma de parte da estrutura. O resultado é que atualmente cerca de 1.200 alunos da escola de tempo integral usufruem diariamente da área, usando inclusive o ginásio Ely Amâncio. Nesta segunda etapa de intervenções, criaremos novas opções para nossas crianças, ampliando enormemente as condições de preparação para o seu futuro”, frisou. 

Nardyello também relembrou que ao assumir a administração municipal uma de suas primeiras visitas como prefeito foi ao Centro de Treinamento Giancarlo Vella (Cepai), no bairro Forquilha, outra importante edificação do município que estava abandonada. “Chorei quando cheguei e vi um espaço como aquele saqueado, todo quebrado, sendo utilizado como ponto de droga e prostituição. Mas, graças a Deus, hoje o local está revigorado e atende, todos os dias, 1.000 alunos da nossa cidade”.

Reconhecimento facial

Sempre reconhecendo “o empenho e a qualidade do trabalho realizado pelos profissionais da Educação”, o prefeito ainda destacou em sua fala outras ações que visam transformar Ipatinga em referência nacional na área. Registrou uma vez mais que o atual governo elevou de 1.000 para 5.500 o número de alunos estudando em tempo integral; dotou as salas de aula de chromebooks com a plataforma Google for Education e passou a proteger as escolas com segurança armada. Por fim, salientou que, ainda este ano, todos os educandários da rede de ensino municipal serão servidos por um moderno sistema de reconhecimento facial. O mecanismo – cujo projeto-piloto será adotado inicialmente em duas unidades –viabiliza a chamada dos alunos de forma eletrônica, além de possibilitar que os pais sejam informados por meio de SMS quanto à sua chegada ou ausência.