Mano Menezes ressalta a reversão da vantagem e confirma Thiago Neves no segundo jogo da final

Satisfeito com a vitória cinco estrelas no primeiro jogo da decisão do Campeonato Mineiro, o técnico Mano Menezes destacou a importância do resultado conquistado pelo Cruzeiro, que o deixa a um empate do título na segunda partida.

“Demos um primeiro passo em direção à conquista do título. A vitória nos deixa contente, podemos trabalhar uma semana já com base nessa realidade objetiva, com as escolhas do adversário, com postura do adversário, que precisa atacar o Cruzeiro no segundo jogo. Essa reversão da vantagem muda as características do confronto, a maneira como o jogo pode ser jogado. Vamos nos preparar para fazer um jogo melhor do que fizemos aqui para tentar confirmar essa condição”, completou.

O comandante da Raposa ainda confirmou o retorno do meia Thiago Neves no confronto decisivo, que será disputado no próximo sábado, às 16h30, no Independência.

“Temos essa possibilidade, finalmente temos essa possibilidade. Trabalhamos para tê-la e trabalhamos para tê-la melhor. No melhor que o Thiago (Neves) pode entregar. É um jogador experiente e decisivo, o que é importante para um momento como esse, sem dúvida nenhuma e em uma parte do jogo certamente ele vai estar em campo”, comentou.

Por fim, o treinador da Raposa comentou sobre o gol anulado do artilheiro Fred, quando o jogo estava 2 x 1, e que poderia ter dado a vitória e a vantagem mais dilatadas em favor do Cruzeiro.

“Fizemos o terceiro gol, que é um lance meio discutível. O pessoal do VAR viu a bola bater na mão do Fred e eu acho até que bateu mesmo. Não tem um erro aí na visão. Na minha opinião, tem um erro de interpretação. Porque, se um zagueiro cabeceia aquela bola na área e aquela bola, depois de cabecear, raspa no braço, não se marca pênalti. Essa é a instrução que se dá e que todo mundo fala que é o correto. Então, se é para o defensor, também vale para o atacante”, disse ele.

“Eu discordo da interpretação, mas eu já adverti alguns dias atrás para o lance em câmera lenta, que cria uma ilusão da profundidade da jogada. Realmente a bola bateu, mas eu acho que ela não foi proposital para desviar, para tirar uma vantagem da situação e, como ele cabeceou primeiro, acho que o gol deveria ser validado”, finalizou.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here