Flamengo vai recorrer de decisão favorável às famílias de vítimas do incêndio no CT

Vice-presidente jurídico do Flamengo e responsável pelas negociações referentes ao incêndio do Ninho do Urubu, Rodrigo Dunshee afirmou que vai recorrer da decisão judicial que determinou que o clube pague R$ 10 mil mensais para as famílias.

Atualmente, o clube paga R$ 5 mil por mês para os familiares de cada vítima. A decisão foi motivada por ação do Ministério Público e da Defensoria Pública estaduais. O clube diz entender que não cabe a esses órgãos atuarem no caso.

“Vamos recorrer, é um direito constitucional. Não reconhecemos o direito de eles [MP e Defensoria] em entrar com a ação [para representarem as famílias]”, disse Dunshee, que salientou que os familiares das vítimas têm advogados no caso.

A decisão, assinada pelo juiz Arthur Eduardo Magalhães Ferreira, do TJ-RJ (Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro), é do dia 4 do mês passado. O clube rubro-negro, no entanto, só foi intimado em 5 de dezembro e, a partir de então, tem oito dias para responder ao processo.